Todolivo I-15P

REVOLUCIONA O MUNDO DA OLIVICULTURA

De tamanho reduzido, alto rendimento de gordura, extraordinária capacidade
de produção (kg de azeite/ha) e AVE excecional

Ideal para o cultivo do Olivar em Sebe

Todolivo I-15P

Esta nova variedade de oliveira é resultado do Programa de Melhoramento Genético da Todolivo. Foi concebida em 2008 de forma natural por polinização cruzada entre Arbosana Clon I-43® e Koroneiki Clon I-38®.

Avaliação agronómica

De tamanho reduzido, vigor médio-baixo e porte aberto. Requer baixa intervenção de poda e mostra rápida resposta produtiva durante a mesma, tornando a sua manutenção muito fácil e económica.

A produção é precoce, alta e constante. O rendimento de gordura é elevado, tanto na maturação precoce como na tardia, sendo na precoce que atinge as maiores diferenças produtivas em relação às demais.

Nos testes até agora realizados, superouos seus pais em kg de azeite/há, bem como uma coleção internacional de 33 variedades tradicionais com as quais está a ser comparada nas explorações de regadio “La Mata” e “Las Hazuelas” e na de sequeiro “El Calderito Alto”. Pode verse a sua COMPARAÇÃO PRODUTIVA com as variedades tradicionais testadas na exploração “La Mata”, ‘clique’ para ver as tabelas.

De elevada capacidade de extração na moagem.

Mostra-se resistente ao olho-de-pavão e tolerante a Verticillium e tuberculose.

DOSSIER TODOLIVO I-15 SPD

Todolivo I-15P

Uma variedade muito produtiva, que permitirá aos agricultores obter maior
rentabilidade nas suas explorações e produzir um AVE extraordinário e único no mundo.

PAIS

Todolivo I-15P foi obtida em 2008 através do nosso Programa de Melhoramento Genético, de forma natural por polinização cruzada entre Arbosana Clon I-43® e Koroneiki Clon I-38®: duas das variedades mais produtivas do nosso teste Multivarietal, que temos em Olival em Sebe no nosso Centro de Investigação Pedro Abad (Córdova) e que tem mais de 23 anos.

Como se pode ver nas fotografias, o tamanho e o porte da Todolivo I-15P, é muito semelhante ao da sua mãe Arbosana Clon I-43®.

Já conhecíamos bem os dois pais da Todolivo I-15P: desde que no final dos anos noventa começámos a introduzilos em Espanha e em Portugal que conhecíamos as suas qualidades. A Arbosana era uma variedade interessante e muito produtiva, cujo pequeno tamanho e baixo vigor a tornavam ideal para o cultivo em sebe; além disso, era muito fácil de manusear e tinha uma poda de coste mais barato, mas observávamos nela algumas debilidades: o rendimento de gordura era menor e amadurecia muito tarde, o que fazia com que o agricultor perdesse muitos pontos de gordura nas colheitas precoces e fosse mais lentas e caras devido à alta resistência do fruto ao desprendimento. Por outro lado, era resistente a olho-de-pavão, tolerante a Verticilium, sensível à tuberculose e tolerava mal os solos húmidos. Quanto ao pai Koroneiki, era uma variedade de entrada precoce em produção e alta capacidade produtiva. Por outro lado, o seu azeite era muito apreciado no mercado, pela grande estabilidade e excelentes qualidades organoléticas, mas era uma árvore grande e de alto vigor que tornava mais complexa e cara a sua adaptação à sebe e mais coste de manutenção.
Por isso decidimos incluílas no nosso Programa de Melhoramento Genético e cruzálas para tentar superá-las produtivamente e encontrar entre os filhos que obtivemos aquele que herdasse e/ou melhoras-se o maior número de qualidades possível dos seus pais, ao mesmo tempo minimizando ou corrigindo as suas fraquezas. Dentre todos eles, observámos que houve alguma variedade que o conseguia, como era o caso da Todolivo I-15P, que cumpria os requisitos que procurávamos: era estruturalmente muito parecido com a mãe, o que a tornava ideal para o cultivo em sebe e também superava os seus paisem capacidade produtiva e rendimento de gordura, e isso com a vantagem acrescida de poder fazer muito azeite precocemente, possibilitando assim adiantar a colheita para obter AVE extraordinárias e optar pelos altos preços que se produzem no início da campanha em azeite e sem que isso implique um aumento do custo da colheita, já que o fruto colhido em verde tem um bom desprendimento. Mostra-se resistente a olho-de-pavão, bem como tolerante a Verticilium e tuberculose. Outra qualidade importante da Todolivo I-15P é a sua rusticidade. Mostra grande adaptabilidade às diferentes situações agroclimáticas em que a testámos, revelando-se mais produtiva que as restantes 33 variedades tradicionais com as quais as testámos, tanto em sequeiro como em regadio. Quanto ao azeite, apresenta extraordinárias características organoléticas e alto teor de ácido oleico (ver perfil organoléptico)

Centro de Investigación de Todolivo “La Mata”. Variedad Todolivo I-15P

CARACTERIZAÇÃO MORFOLÓGICA

ÁRVORE 
VIGOR:médio/baixo
PORTE:aberto
DENSIDADE DA COPA:média/espessa
FOLHA 
FORMA:ligeiramente alongada
COMPRIMENTO:52 mm
LARGURA:13 mm
CURVATURA LONGITUDINAL DO LIMBO:reto

CARACTERIZACIÓN MORFOLÓGICA

FRUTO 
PESO:médio
FORMA:ovoide
GRAU DE SIMETRIA:simétrico
DIÂMETRO TRANSVERSAL MÁXIMO:14,5 mm
ÁPICE: arredondado
BASE: arredondada
BICO:ausente
LENTICELAS:número de lenticelas médio
COR DE MATURAÇÃO:roxo escuro
ENDOCARPO 
PESO:médio
FORMA:ovoide
GRAU DE SIMETRIA (A):simétrico
GRAU DE SIMETRIA (B):simétrico
DIÂMETRO TRANSVERSAL MÁXIMO:9 mm
ÁPICE:arredondado
BASE:arredondada
SUPERFÍCIE:média
N.º DE CÍRCULOS FIBROVASCULARES:8
DISTRIB. DE SULCOS FIBROVASCULARES:homogénea
TERMINAÇÃO DO ÁPICE:arredondado

PERFIL DO AZEITE

Todolivo I-15P

Azeite com aromas herbáceos intensos e notas de frutos verdes. Intenso em entrada de boca, apreciando-se sabores de banana, maçã, amêndoaverde e erva fresca. Tem um picante reconhecível acompanhado de um ligeiro amargo que o torna muito equilibrado e harmonioso ao paladar.

Nota: as azeitonas com as quais o azeite foi obtido foram colhidas no final de outubro de 2020. Cinco meses e meio após a sua moagem, o azeite foi enviado para os Estados Unidos para ser analisado organoleticamente pelo prestigiado laboratório californiano Applied Sensory LLC, (EUA), que afirmou tratar-se de um azeite vencedor

Ácidos gordos (%)

Palmítico (C16:0)………… 12,80
Palmitoleico (C16:1)…….. 0,83
Esteárico (C18:0)…………. 2,55
Oleico (C18:1)……………… 75,53
Linoleico (C18:2)…………. 6,37
Linolénico (C18:3)……….. 0,71

HISTÓRICO DE PRODUÇÃO

“La confirmação de uma sobredotada”

Todolivo I-15P é um claro exemplo dos objetivos prosseguidos no nosso Programa de Melhoramento Genético: obter novas variedades de oliveira mais produtivas que as atuais, bem adaptadas à colheita mecanizada e que, por sua vez, permitem aos agricultores atingir maior rentabilidade nas suas explorações e produzir AVE únicos no mercado para diferenciar a sua oferta, bem como respon-der melhor aos gostos e preferências dos diferentes consumidores.

Avaliação da Todolivo I-15P e histórico de produção

Desde sua criação em 2008, a trajetória produtiva da Todolivo I-15P foi impressionante. Não só excedeu os pais em kg de azeite/hacomo também uma coleção internacional de 33 variedades tradicionais com as quais foi comparada. Ano após ano, tem demonstrado, em cada um dos testes realizados até este momento, uma alta precocidade e capacidade produtiva extraordinária, bem como um alto rendimento de gordura, tanto na colheita precoce como na tardia, sendo na precoce que atinge as maiores diferenças em relação ao resto das variedades, uma qualidade importante na tendência atual de antecipação das colheitas para se obterem azeites de maior qualidade e que permitam aproveitar o elevado preço obtido pelos primeiros azeites produzidos no ano.

1.ª avaliação de campo

“La Cruz de los Huertos”, (parcela pertencente ao Centro de Investigação que a nossa empresa possui em Pedro Abad, Córdova) foi o primeiro local onde foi plantada a Todolivo I-15P a céu aberto para uma primeira avaliação, juntamente com outras 1345 variedades obtidas numa primeira fase de cruza-mentos do Programa de Melhoramento Genético da Todolivo. Depressa se destacou pela sua precocida-de, alta capacidade de produção e alto rendimento de gordura. Após seis colheitas e uma avaliação meticulosa e rigorosa, foi pré-seleccionada juntamente com outras 37 variedades.

Atualmente, esta exploração ainda está a ser colhida e a Todolivo I-15P tem uma média de produtividade de 2.388 kg de azeite/ha.

2ª avaliação de campo

A segunda avaliação de campo foi feita em “La Mata”, uma exploração de regadio de 36,5 hectares, localizada nos arredores de Villafranca de Córdoba. Uma exploração muito homogénea, de tamanho suficiente para realizar um teste de grandes proporções.

Nela, a variedade Todolivo I-15P juntamente com 56 outras variedades, 37 das quais eram novas variedades procedentes do nosso Programa de Melhoramento, e uma coleção internacional de 19 variedades tradicionais que serviram de controlo, entre as quais estavam os seus pais (Arbosana Clon I-43® y Koroneiki Clon I-38®).

Centro de investigação “La Mata”: teste de melhoramento genético.

O teste é composto por 3 faixas: ‘Cortijo Este’, ‘Cortijo Oeste’ e ‘La Balsa’. Cada uma tem 4 parcelas e em cada uma destas existem 57 linhas com uma variedade de oliveiras por linha. O teste foi replicado 12 vezes, para que as informações obtidas fossem o mais fiáveis possível.

No teste foram plantados dois compassos de plantação distintos, a fim de se obter informações sobre o comportamento do conjunto de variedades com diferentes densidades de plantas por hectare.

Histórico de produção “Finca La Mata”

1ª colheita

No outono de 2017, ou seja, um ano e 10 meses após ser plantada na “La Mata”, a Todolivo I-15P obteve a sua primeira colheita com uma média produtiva de 625 kg de azeite/ha, enquanto as restantes variedades tradicionais com as quais estava a ser comparada no referido teste houve apenas uma, a “Koroneiki”, que teve produção nesse mesmo ano, obtendo a quantidade de 547 kg de azeite por hectare.

2ª, 3ª e 4ª colheita

Abaixo, a título de ilustração, segue-se um resumo comparativo com os resultados de kg de azeite/ha produzidos e a média obtida pela Todolivo I-15P e algumas das 19 variedades tradicionais de controlo com que foi comparada em cada uma das três faixas que compõem este teste: ‘La Balsa’, ‘El Cortijo Este’ e ‘Cortijo Oeste’. Os dados das colheitas correspondem aos anos de 2018, 2019 e 2020.

e

RESUMO DE KG DE AZEITE/HA POR VARIEDADE

TESTE DE MELHORAMENTO GENÉTICO
“EXPLORAÇÃO LA MATA”

(Plantada em janeiro de 2016)

Tabela 1. FAIXA: ‘CORTIJO ESTE’ (952 plantas/ha)

Histórico de produção

Notas:
(1) No outono de 2017, quando as plantas tinham apenas um ano e meio de vida, a Todolivo I-15P e um grupo de variedades do Programa de Melhoramento Genético produziram mais de 500 kg de azeite/ha. Do grupo das variedades tradicionais de controlo, nenhuma produziu azeite nesse ano, exceto a Koroneiki, que esteve em valores por volta de 500 kg/ha.
(2) Algumas variedades tradicionais, devido ao seu alto vigor, requerem uma manutenção específica para uso em sebe.

Centro de Investigação da Todolivo “La Mata”: faixa “Cortijo Este”.

Tabela 2. FAIXA: ‘CORTIJO OESTE’ (1.143 plantas/ha)

Histórico de produção

Notas:
(1) No outono de 2017, quando as plantas tinham apenas um ano e meio de vida, a Todolivo I-15P e um grupo de variedades do Programa de Melhoramento Genético produziram mais de 500 kg de azeite/ha. Do grupo das variedades tradicionais de controlo, nenhuma produziu azeite nesse ano, exceto a Koroneiki, que esteve em valores por volta de 500 kg/ha.
(2) Algumas variedades tradicionais, devido ao seu alto vigor, requerem uma manutenção específica para uso em sebe.

Centro de Investigação da Todolivo “La Mata”: faixa “Cortijo Oeste”. Teste de Melhoramento Genético.

Tabla 3. BESANA: ‘LA BALSA’ (1.143 plantas/ha)

Histórico de produção

Notas:
(1) No outono de 2017, quando as plantas tinham apenas um ano e meio de vida, a Todolivo I-15P e um grupo de varieda-des do Programa de Melhoramento Genético produziram mais de 500 kg de azeite/ha. Do grupo das variedades tradicio-nais de controlo, nenhuma produziu azeite nesse ano, exceto a Koroneiki, que esteve em valores por volta de 500 kg/ha.
(2) Algumas variedades tradicionais, devido ao seu alto vigor, requerem uma manutenção específica para uso em sebe.
(3) As variedade Leccino Clon I-117®, Chetoui Clon I-113®, Picholine Marocaine Clon I-118® e Coratina Clon I-114®também são avaliadas nesta faixa juntamente com a variedade Todolivo I-15P.

Centro de Investigação da Todolivo “La Mata”: faixa “La Balsa”. Teste de Melhoramento Genético.

3ª Avaliação de campo

Teste de sequeiro no Centro de Investigação “El Calderito Alto”

A terceira avaliação de campo foi realizada em fevereiro de 2018, no Centro de Investigação de sequeiro “El Calderito Alto”,onde plantámos 103 variedades em Olival em Sebe, 72 das quais vieram do nos-so Programa de Melhoramento (incluindo a Todolivo I-15P) e 31 de uma coleção internacional de variedades tradicionais que iriam servir de controlo.

No outono de 2020, quando as plantas tinham apenas dois anos e oito meses, foi colhida a primeira colheita e a Todolivo I-15P superou novamente em kg de azeite/ha os seus pais e todas as variedades tradicionaisde controlo que participaram no teste.

4ª Avaliação de campo

Teste de regadio no Centro de Investigação “Las Hazuelas”

A quarta avaliação foi feita no nosso Centro de Investigação “Las Hazuelas”, onde em junho de 2018 repetimos exatamente o mesmo teste em grande escala que tínhamos feito com 103 variedadesno Centro de Investigação “El Calderito Alto”, só que desta vez o faríamos em regadio.

No outono de 2020, quando as plantas tinham dois anos e quatro meses, colheu-se a primeira colheitae novamente a Todolivo I-15P ultrapassou as 31 variedades tradicionais de controlo em kg de azeite/ha. Como ponto de amostra: superou os seus pais Koroneiki Clon I-38®e Arbosana Clon I-43® em 400 e 450 kg de azeite/ha, respetivamente e superou a Arbequina Clon I-21® e Picual Clon I-11® em 592 e 924 kg de azeite/ha.

Onde adquirir a Todolivo I-15P

O extraordinário potencial desta variedade permite aos agricultores aumentar a produtividade das suas explorações e produzir um extraordinário AVE único no mundo.

A Todolivo I-15P pode ser adquirida à Todolivo. Para isso, o cliente deve formalizar previamente um pedido de encomenda com a empresa e assinar o respetivo contrato de exploração da variedade. A partir daí, a Todolivo produzirá as plantas solicitadas com o tamanho adequado dentro de um prazo de 10 a 12 meses.

Registos e patentes

Atualmente, a Todolivo I-15P está inscrita no Registo de Variedades Protegidas de Espanha (OEVV) e da União Europeia (CPVO), bem como patenteada nos EUA (Plant Patent).

Obtenção

Foi obtida de forma natural, por meio de cruzamento dirigido entre Arbosana CloneI-43® e Koroneiki Clone I-38® através do Programa de Melhoramento Genético iniciado pela Todolivo em 2007. A Todolivo I-15P foi selecionada entre mais de 2122 novas variedades obtidas por meio do referido Programa.

Controlos

Passou com sucesso por um rigoroso e exigente processo de seleção e foi submetida a exaustivos controlos por engenheiros agrónomos da Todolivo e da Universidade de Córdoba e testada em múltiplos testes de sequeiro e regadio, em diferentes explorações e localizações geográficas, bem como em comparação com uma coleção internacional de mais de 33 variedades tradicionais.

Resultados

Em todos e cada um dos diferentes testes, demonstrou elevada precocidade e extraordinária capacidade produtiva, bem como elevado rendimento em gorduras, superando em kg de azeite/ha todas as variedades tradicionais com as quais foi comparada; sendo na colheita precoce que se acentuam as suas maiores diferenças em relação às restantes (como se pode ver nas tabelas de produção mostradas acima). Uma qualidade muito importante, dada a tendência atual de antecipar as colheitas para se obter azeites de melhor qualidade e aproveitar o alto preço dos primeiros azeites produzidos do ano.